Fronteira

Mulheres são sequestradas no Paraguai, torturadas e abandonadas em Ponta Porã

Vítimas foram rendidas por 4 homens armados com pistolas em Pedro Juan.

Duas mulheres, sendo uma paraguaia de 30 anos e uma brasileira de 39, foram roubadas e sequestradas por quatro homens armados com pistolas no Paraguai, e abandonadas em Ponta Porã, na tarde de hoje, depois de serem torturadas.
APP FM CAPITANBADO
PUBLICIDADE
Oi pessoal to passando pra informar que nosso site CapitanBado.com já tem o seu próprio App da FM CAPITANBADO, sua radio para Android e o mais legal ele é GRATIS. E gostaria de pedir para todo os nossos internautas que instalem, comente e avalie o aplicativo para assim ir melhorando o App.- FM Capitán Bado: http://www.migre.me/q2ZKp

De acordo com o boletim de ocorrência, oficial da Polícia Nacional de Pedro Juan Caballero acionou a Polícia Militar brasileira, informando que as duas mulheres estavam em uma motocicleta, na noite de ontem, quando foram interceptadas pelo grupo armado próximo a Rua Doutor Francia, no Paraguai.

Um dos suspeitos tomou a motocicleta, enquanto os outros três colocaram as mulheres a força dentro de uma caminhonete e seguiram rumo ao Brasil. Polícia Militar fez diligências, mas não localizou vítimas e suspeitos.

Por volta das 2h40 de hoje, uma mulher ligou no 190 informando que duas mulheres estariam na porta de sua residência pedindo socorro, contando história semelhante ao que ocorreu horas antes.

Equipe da PM foi até o local e encontrou as vítimas. Elas disseram que haviam saído do trabalho e estavam indo para casa, quando foram interceptadas pelos homens armados com pistolas.

Depois de forçadas a entrarem na caminhonete, elas foram levadas para um matagal, onde foram agredidas pelos homens, que pediam dinheiro. Horas depois, elas foram abandonadas no local e caminharam quatro horas até a residência da mulher que acionou a PM.

Vítimas foram encaminhadas ao Hospital Regional. Depois de atendimento médico, elas foram encaminhadas à Delegacia de Polícia Civil de Ponta Porã, onde caso foi registrado como crime de tortura qualificado mediante sequestro.

Durante a tarde, vítima paraguaia compareceu no Batalhão de Polícia Militar, acompanhada pela Polícia Nacional, e denunciou um policial militar aposentados e outros militares como sendo autores do crime. Caso será investigado. Correio do estado

PUBLICIDADE;;:

=====================================

Comentarios

Más popular

Arriba