Fronteira

Exército começa recapear 4 vias na segunda; conclusão prevista em 20 meses

Convênio foi firmado em agosto por mais de R$ 24 milhões.

As obras de recapeamento de quatro vias de Campo Grande, em parceria com o Exército, começam só na próxima segunda-feira (13), mas hoje as equipes que trabalharão na obra fizeram “simulação” do serviço. A previsão é que toda a obra, que tem prazo de dois anos para conclusão, seja acelerada e que tudo termine em até 20 meses.

Firmado em agosto do ano passado por mais de R$ 24 milhões, o convênio só será executado agora, seis meses depois. O prefeito Marcos Trad (PSD) afirmou que os atrasos para que tudo saísse do papel foram de responsabilidade do antecessor, Alcides Bernal (PP).

“A partir de segunda-feira todo maquinário estará aqui para recuperar a Bandeirantes, Marechal Deodoro, Guia Lopes e Brilhante. Boa parte do projeto foi refeita com ajuda dos técnicos da prefeitura e Caixa Econômica, vai trazer economia de tempo e do valor do convênio total”, disse.

O prazo previsto em contrato para finalização das obras é de 27 meses. Os três primeiros meses para medições e estudos finais já se passaram, portanto, são previstos mais 24 meses para conclusão das obras.

Trad, no entanto, afirma que será possível concluir tudo entre 18 e 20 meses. O prefeito também acredita que economias possam ser feitas ao longo do processo e que o Exército execute tudo que foi contratado com menos dinheiro. “Pode haver devolução do dinheiro”, disse.

OBRAS

Na segunda-feira, as obras serão iniciadas pela Rua Guia Lopes porque o projeto executivo já está concluído. Para que o tráfego de veículos seja menos impactado, haverá interdição apenas de meia pista.

Os militares trabalharão 12 horas por dia, em escala de 35 dias com cinco de folga. Boa parte dos 240 militares que trabalharão no pico dos serviços, previsto para abril, foram treinados na cidade de Araguari (MG).

Na segunda-feira, estarão nas ruas 102 militares. Toda a infraestrutura usada terá maquinário das bases do Exército no Estado.

Comandante do Comando Militar do Oeste (CMO), general Gerson Menandro, afirmou que tudo será feito com agilidade. “Contem com o serviço feito com qualidade, no prazo acordado e com preço justo”.

Entre as obras já executadas por militares em Campo Grande desde 1980 estão ampliação do Aeroporto da Capital, duplicação de rodovia entre Campo Grande e Indubrasil, incluindo viaduto, além de construção das BRs 262, 060 e 267.

CORREIO D ESTADO

INMOBILIARIA CAPITANBADO
PUBLICIDAD:
“Lo que Buscas,Nosotros Tenemos”

==========================================

Comentarios

Más popular

Arriba