Fronteira

Desmoronamento na MS-160 ameaça isolar Sete Quedas

Problema é semelhante ao que provocou o isolamento parcial do acesso acidade de Paranhos há duas semanas.

Um desmoronamento avança em direção a pista de rolamento da Rodovia MS-160 e oferece risco de isolar, em relação a acesso asfaltado, a cidade de Sete Quedas, na fronteira com o Paraguai.

O problema em um aterro situando sobre um pequeno córrego, distante cerca de dois quilômetros do Rio Puitã, entre os municípios de Tacuru e Sete Quedas, o chamado “Córrego da Fazenda Mundo Novo”, se assemelha ao desmoronamento ocorrido há duas semanas na Rodovia MS-295, trecho que liga a cidade de Paranhos a MS-156 e consequentemente ao resto do Estado.

Na MS-295 a notícia oficial é que o trânsito foi interditado no local do desmoronamento, mas na prática os motoristas continuam se arriscando e passando pela meia pista restante.

Na MS-160 o desmoronamento da borda direita da Rodovia Estadual, para quem se desloca no sentido Tacuru a Sete Quedas, derrubou parte do guard-rail e já chegou ao asfalto, provocando risco iminente de avançar e provocar o desmoronamento da rodovia, caso reparos não sejam feitos e as chuvas venham a cair com maior intensidade na região.

Outro problema

Além do risco de isolamento, caso o aterro venha a se romper, os moradores de Sete Quedas e motoristas que trafegam pelos 45 quilômetros da Rodovia MS-160 entre Tacuru e Sete Quedas enfrentam outro obstáculo, buracos no asfalto.

Não são muitos, mas, sem manutenção, os existentes se abrem cada vez mais e já começam a se tornar uma ameaça real para quem trafega pelo trecho da rodovia estadual.

Fonte: A Gazeta News

PUBLICIDADE.
13226775_132649397151746_3477280541821987743_n

AGROPANTANAL

PUBLICIDADE:
4f1e9f02569b857c13e0ec00c0375aff

Comentarios

Más popular

Arriba