Fronteira

Crise: Prefeituras de MS devem cancelar festa de carnaval neste ano

Algumas cidades não pagaram sequer o 13º salário aos servidores

A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) já está em consulta aos prefeitos do interior do Estado para ver qual cidade tem interesse em realizar o carnaval em 2017. Em plena crise financeira, onde muitos servidores sequer receberam o 13º salário, o jeito pode ser cancelar a festividade ou fazer parcerias para dividir os custos.
PUBLICIDADE.

O presidente recém eleito da Assomasul, Pedro Arlei Caravina (PSDB), só toma posse em fevereiro, mas já pediu a consulta aos chefes do executivo e relata que, até o momento, ”não viu muito interesse na festa”. Porém, ele destaca que os prefeitos assumiram o mandato agora e estão vendo suas possibilidades antes de dar uma opinião.

Caravina, que é prefeito de Bataguassu, disse que uma das alternativas que já foi adotada em 2016 foi o de parcerias entre os municípios. ”As bandas fazem rodízio. Uma noite ela toca em uma cidade e na outra noite se apresenta em uma cidade vizinha. Foi o que nós fizemos em Bataguassu”, explicou o tucano. O novo gestor acredita ainda que aquelas cidades com maior tradição carnavalesca vão manter o evento no calendário, como Corumbá, por exemplo.

Polêmica

Em 2016, a Justiça acatou pedido do Ministério Público Estadual e chegou a decretar a proibição do carnaval em Jardim. A alegação é de que os custos eram muito altos, cerca de R$ 500 mil, para uma cidade onde a educação e a saúde estavam em condições precárias. Porém, a prefeitura recorreu e o Tribunal de Justiça decidiu pela realização da festividade. À época, a prefeitura alegou que iria arrecadar R$ 3 milhões com impostos e que os comerciantes já haviam providenciado estoque para o carnaval.

Dias depois do susto de quase perder a festa em sua cidade, o então prefeito de Jardim, Erney Barbosa (PT), viu a possibilidade de arrecadar o dobro de impostos no carnaval, já que cidades vizinhas, como Bonito e Bela Vista, cancelaram a festa alegando problemas financeiros.

No total,12 cidades não realizaram o carnaval em 2016. Outro fator que prejudicou a festividade foram as fortes chuvas que atingiram cidades de MS, principalmente na região Sul, como Bela Vista.

FOLHA DE DOURADOS

PUBLICIDADE;;:

=====================================
SHOPPING CHINA
PUBLICIDAD;
A história do Shopping China é marcada por muito trabalho e tradição e, este mês estamos completando mais um ano de existência!

Comentarios

Más popular

Arriba