Fronteira

Assomasul pede adiamento do início das aulas devido às chuvas

Assomasul pede adiamento do início das aulas devido às chuvas

A Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) pediu para o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) hoje, que adie o início do ano letivo. O motivo é a chuva intensa que tem destruído estradas e pontes na área rural dos municípios do estado.

Veja Mais
› Excesso de chuvas enche córregos e acende sinal de alerta para enchentes
› Na cidade esburacada, pausa na chuva vira corrida contra o tempo

A associação quer que as aulas da Reme (Rede Estadual de Ensino) tenham início no dia 29 de fevereiro e não no dia 15, conforme previsto pelo calendário estabelecido pela Secretaria de Estado deEducação.

“Com situação de emergência que nossos municípios têm enfrentado em virtude das chuvas, torna-se inviável o início das aulas no dia 15 de fevereiro, conforme prevê o calendário escolar”, destaca o documento entregue pelo presidente da Assomasul Juvenal Neto ao governador Reinaldo Azambuja.

O pedido da Assomasul leva em consideração o convênio firmado entre as prefeituras e o governo do Estado visando o transporte de alunos das redes municipal e estadual em ônibus e vans pagos pelos municípios.
Pelo acordo nas chamadas linhas mistas, as prefeituras transportam alunos das redes municipal e estadual, além das linhas puras quando são transportados apenas os de escolas do Estado.

Chuva e emergência – Em Mato Grosso do Sul, 25 cidades já decretaram emergência devido as chuvas. Em dezembro, o governador pediu reconhecimento federal da situação de emergência em 14 municípios do Estado mais atingidos pelas fortes chuvas, onde estragos foram registrados.

Fonte: Campo Grandenews

Comentarios

Más popular

Arriba