Fronteira

ARTIGO| A bíblia alerta: “cuidado com os falsos profetas”. “Afastem-se deles”.

O Brasil está repleto de pessoas que surgem prometendo milagres e, eleitas, recolhem-se ao leito da improbidade. São os corruptos, verdadeiros genocidas. Pelo mal que causam, Deus diz que lhes dará “a beber água venenosa” (Jeremias 23:15). “Não mandei esses profetas; todavia, eles foram correndo”, diz o Senhor.

Esses profetas do mal são destruidores. Posicionados em Brasília e nos Estados, causam ao povo um prejuízo de 183 bilhões de reais por ano, quantia suficiente para a construção de 36.000 escolas, com capacidade para 20 milhões de alunos. Esse valor daria para pagar 36 milhões e 600 mil professores, com salário mensal de R$ 5 mil. Seria suficiente para disponibilizar 732.000 leitos para internação, quando se sabe que o SUS possui apenas 312 mil. Se não houvesse corrupção, o recurso poderia ser investido na construção de moradias de 100 m² para sete milhões de famílias.

Estes enganadores, sim, o povo não mais suporta.

São os reais “falsos profetas”, dos quais, após reconhecê-los, devemos nos afastar. A bíblia equipara os corruptos a cadáveres, aos quais só se juntam aqueles que se alimentam deles. A clemência de Deus, referindo-se a eles, alerta: “onde estiver o cadáver, aí se juntarão os abutres” (Mateus 24:28).

*juiz federal aposentado.

PUBLICIDADE.

PUBLICIDADE.
SAFRA Cambio #

Comentarios

Más popular

Arriba