Fronteira

Adolescente de Toledo viaja para iniciar tratamento no Paraguai

Adolescente de Toledo viaja para iniciar tratamento no Paraguai

Jovem com paralisia cerebral fará tratamento com células-tronco

Na manhã desta segunda-feira (09), o menino Felipe Pedroso viajou com a mãe em busca da realização de um sonho. O adolescente de 12 anos iniciará tratamento com células-tronco na clínica de um médico brasileiro no Paraguai.

Felipe nasceu em 2003, prematuro. Durante seis meses permaneceu na UTI do hospital. A família, que mora em Toledo, recebeu o diagnóstico da criança de paralisia cerebral. Nestes doze anos, o menino passou por várias terapias e tratamentos. Mas, foi em 2015 que a mãe, Tatiana Figueiredo Pedroso, descobriu que a condição do filho poderia melhorar, através de uma cirurgia que custa em torno de R$ 50 mil, no Paraguai.

Felipe passará por cirurgia e seguirá em tratamento com implante de células-tronco, ainda pouco utilizado no Brasil.

O Presidente do Toledo, Carlos Dulaba disse à Catve.com que o clube está feliz por ter colaborado com a campanha que arrecadou fundos para tratamento do garoto.

No jogo do dia 27 de março, quando venceu o Atlético Paranaense pelo campeonato estadual, o Toledo destinou a renda do jogo para a família de Felipe. “Foram dois objetivos alcançados. Conseguimos a classificação no campeonato e contribuímos com o tratamento”, completou Dulaba.

O tratamento será feito na clinica do médico paranaense Décio Basso, formado em 1982 pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina) e que tornou-se referência internacional em tratamentos com células-tronco, atuando no país vizinho.marechalnews

Comentarios

Más popular

Arriba