Economia

Poupança fecha 2015 com primeira captação negativa em dez anos

Poupança fecha 2015 com primeira captação negativa em dez anos

Os saques superaram os depósitos na caderneta de poupança em 2015, algo que não ocorria desde 2005. Segundo o Banco Central, a aplicação que ainda é a mais popular do país registrou captação negativa de R$ 53,6 bilhões no ano passado.
O resultado foi influenciado, principalmente, pela queda na renda e pelos aumentos da inflação e dos juros. Com uma rentabilidade de 8,07% no ano, o retorno da poupança ficará abaixo dos principais índices de preços ao consumidor, que vão superaram 10% em 2015.
Em dezembro, a captação foi positiva em R$ 4,8 bilhões, o que interrompeu uma sequencia de 11 meses seguidos de saídas de recursos, entre janeiro e novembro. Somente em 1999 e 2002 houve captação negativa em dezembro, mês sazonalmente positivo para a poupança, de acordo com as estatísticas do BC, que têm início em 1995.
O saldo total da poupança encolheu de R$ 662,7 bilhões no final de 2014 para R$ 656,6 bilhões no último dia útil de 2015. A variação inclui a captação negativa e os valores creditados como rendimentos.
A maior parte desse dinheiro se refere ao SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo), que encolheu cerca de 3% no ano, uma perda equivalente a R$ 13 bilhões (até novembro, estava em R$ 20 bilhões). É desse montante que saem os recursos destinados ao crédito imobiliário.
O restante do saldo corresponde à poupança rural, cujo estoque cresceu, pois a captação negativa de R$ 3,4 bilhões foi mais que compensada pelos rendimentos creditados no período.
Fonte: Correio do Estado

Comentarios

Más popular

Arriba