Economia

Inflação compromete em R$ 30 preço da soja pago ao produtor de MS

O sojicultor sul-mato-grossense recebeu, em média, R$ 60,55 pela saca de soja em março deste ano, valor que supera em 187,8% o preço contabilizado há dez anos, quando a oleaginosa valia R$ 21,04. Apesar do resultado positivo, ao analisarmos a inflação, o aumento é menos expressivo. É o que mostra o Informativo Casa Rural, elaborado pelo Departamento de Economia do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS.

PUBLICIDADE.
1976966_720908911263812_783569092_n

Corrigindo os preços com o IGP-M – Índice Geral de Preços – Mercado para janeiro de 2006, ou seja, analisando em termos reais, o incremento é bem menos significativo, ou seja, de 52,8%, considerando que, sem a inflação, a saca da soja valeria hoje R$ 32.

Para o analista econômico do Sistema Famasul, Luiz Gama, a inflação corresponde a aproximadamente R$ 30 do valor atual da soja. “O IGP-M , índice utilizado para correção do preço aumentou 88% entre março de 2006 e março de 2016. Isso não significa que o produtor rural teve prejuízo. Mas sim que houve uma diminuição de margem”.

Outro ponto a considerar é o aumento dos custos de produção nos últimos anos. Considerando a safra de 2006/07 e a atual temporada, os gastos com o cultivo de oleaginosa elevaram 99,7%, em termos nominais. O mesmo comparativo deflacionado, ou seja, livre de inflação, é de um crescimento de 24%.

“A variação cambial tem influenciado o setor. Isso porque o dólar valorizado, ao mesmo tempo que beneficia o setor, deixando o nosso produto mais competitivo no mercando internacional, aumenta os custos de insumos, que, em sua grande parte, são importados de outros países”, salienta o economista.

Para acessar os dados completos sobre o mercado da soja e do milho, clique em: http://zip.net/bgtcz8

PUBLICIDADE:
ORO BLANCO

Sobre o Sistema Famasul – O Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS) é um conjunto de entidades que dão suporte para o desenvolvimento sustentável do agronegócio e representam os interesses dos produtores rurais de Mato Grosso do Sul. É formado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), Fundação Educacional para o Desenvolvimento Rural (Funar), Associação dos Produtores de Soja (Aprosoja/MS) e pelos sindicatos rurais do Estado.

O Sistema Famasul é uma das 27 entidades sindicais que integram a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Como representante do homem do campo, põe seu corpo técnico a serviço da competitividade da agropecuária, da segurança jurídica e da valorização do homem do campo. O produtor rural sustenta a cadeia do agronegócio, respondendo diretamente por 17% do PIB sul-mato-grossense.
Fonte: Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

PUBLICIDADE:
download (2)
WWW.ALTOPARANADIGITAL.COM
CDE E REGION CON LA MEJOR FUENTE DE NOTICIAS.
Empresa del Grupo Capitanbado.com

Comentarios

Más popular

Arriba