Economia

Bertioga (SP)Toneladas de peixes cobrem areia em pescaria recorde no litoral de SP: ‘Loucura’

Toneladas de peixes cobrem areia em pescaria recorde no litoral de SP: ‘Loucura’
Mais de nove toneladas de peixes foram pescadas em apenas uma rede em Bertioga (SP). Situação atípica acabou virando atração turística na cidade.
Toneladas de peixes cobrem areia em pescaria recorde no litoral de SP: ‘Loucura’ Toneladas de peixes cobrem areia em pescaria recorde no litoral de SP: ‘Loucura’
Por Mariane Rossi, G1 Santos

Toneladas de peixes foram recolhidas em apenas uma rede de pesca em Bertioga, no litoral de São Paulo, durante o fim de semana. A quantidade foi tão grande que cobriu grande parte da praia da Enseada e atraiu olhares curiosos. Moradores, turistas e pescadores levaram muitos peixes para casa. Outra parte foi vendida. Após o episódio, o ‘pescador sortudo’ diz que bateu o seu recorde.
O pescador artesanal Wesley Shkola, de 38 anos, trabalha com a pescaria de arrasto. Ele joga redes em forma de saco no mar e todos os peixes ficam retidos nela. Na última sexta-feira (10), ele saiu para o trabalho, por volta das 6h30. Como faz todos os dias, ele e seus ajudantes jogaram a rede no mar a cerca de 700 metros da beira da praia da Enseada. Mas, desta vez, tiveram uma surpresa.
Praia é tomada por toneladas peixes recolhidos em uma única rede em Bertioga, SP
“Colocamos a rede e começamos a puxar. Quando vimos veio muito peixe. O peixe dentro da água não pesa tanto, ele pesa mais perto do raso. No carnaval, peguei uma quantidade boa. Mas, dessa vez, foi em um lance só, umas nove toneladas. Eu tenho uma equipe de 15 pessoas. Quando veio aquela quantidade, tinha turista que ajudou, pessoal de rua, moradores. Foi uma pesca muito comunitária. Muita gente se surpreendeu”, contou ele.
PUBLICIDADE.
Consúltenos sobre el financiamiento bancario para su construcción.
BBVA te financia compra o construcción de casa en hasta 12 años!! Con tasas fijas de 10.9%

A maioria dos peixes é da espécie oveva, que medem cerca de 30 cm de comprimento, e grande parte deles estava vivo. Os peixes ficaram espalhados pela areia da praia. Alguns ficaram com os pescadores, outros com turistas e moradores. A quantidade era tão grande que foi preciso direcionar os peixes para outro local.

O pescador acionou a ‘Peixaria da Luiza’, comércio da cidade para onde vende parte dos seus peixes. A filha do dono da peixaria, Mayara Oliveira Lopes, conta que destinou três carros e um caminhão para recolher os animais. Ela também foi ao local verificar a quantidade de peixe que tinha sido recolhida do mar.
“Geralmente esse peixe vem em dezembro, janeiro e fevereiro. Mas deu agora essa quantidade grande. O peixe é assim, um dia vem muito, outro não. Foi uma loucura. Muita gente da cidade levou para casa. Mas os peixes não ficam muito tempo lá na areia, tem que recolher logo senão estraga. Nosso trabalho foi esse. Tinha até retroescavadeira para ajudar. A gente gastou muito gelo, gastamos toneladas de gelo”, conta ela.
PUBLICIDADE.
SAFRA Cambio #

Mayara diz que comprou cerca de seis toneladas de peixe. Como não tem tanto mercado na cidade e o valor da venda da espécie não é muito alta, cerca de 5 toneladas de peixe serão enviadas ao Centro Estadual de Abastecimento (CEASA), em São Paulo, onde serão vendidos em forma de atacado.
Após o episódio, o diretor do Departamento de Operações Ambientais (DOA) da Prefeitura de Bertioga, Nelson Jorge de Castro, ficou a par da situação e disse que a pesca de arrasto é legal na cidade. Fiscais da DOA realizaram um acompanhamento no local e não detectaram nenhuma irregularidade quanto à pesca. Segundo Castro, o pescador é devidamente cadastrado como profissional da área e está com a documentação e estrutura regularizada.
PUBLICIDADE.
INMOBILIARIA CAPITAN BADO.
PUBLICIDADE.
PUBLICIDADE.

Comentarios

Más popular

Arriba