Marketing

PESQUISA REVELA OS PRINCIPAIS MOTIVOS DA TRAIÇÃO

Você já deve ter escutado por aí que ‘todo mundo é corno e, se não foi, vai ser’. Pois é, o ditado, apesar de ser duro, ao que tudo indica, tem lá uma pontinha de verdade. Segundo a psicóloga Ana Maria Zampieri, que acompanhou a história de 4 mil casais durante cinco anos, 60% dos casais passam por uma crise que culmina com uma ‘pulada de cerca’ de alguma das partes do casal, ou quem sabe, até das duas.

E não é apenas aqui no Brasil que o fantasma da traição assombra as pessoas que estão em um relacionamento. De acordo o livro “The Normal Bar”, dos pesquisadores Chrisanna Northrup, Pepper Schwartz e James Witte, que entrevistou mais de 100 mil pessoas, uma das pesquisas mais extensa do mundo sobre relacionamentos, revelou que 33% dos homens e 19% das mulheres admitiram ser infiéis.

Segundo os entrevistados, se engana quem pensa que não há diferença entre ter um amante e um caso de uma noite só. A frequência da infidelidade importa, e muito. A pesquisa aponta que 23% dos homens afirmaram ter sido sexualmente infiéis apenas uma vez, enquanto apenas 17% das mulheres admitiram agira da mesma forma; no entanto, 36% das mulheres e 33% dos homens disseram que a infidelidade ocorreu de duas a cinco vezes; e pasmem, mais de 40% dos homens e mulheres admitiram trair com mais frequência.

Pesquisa revela os principais motivos da traição
Foto: Vstock LLC/Tetra Images/Corbis
Os dados divulgados no jornal The Huffington Post não revelou apenas números, mas sim o que todos ficam curiosos para saber: os motivos que levam uma pessoa a trair e como geralmente elas ocorrem. A gente listou algumas.

Paixão antiga sempre mexe com a gente – O reencontro com um amor antigo pode ter um efeito perigoso, principalmente nas mulheres. O estudo mostra que 32% das mulheres, quase um terço das entrevistadas, admitiram ter caído em tentação quando o assunto em pauta era ‘ex’ namorado, contra 21% dos homens.

V de vingança – Tem gente que acha que para se curar de uma traição só pagando na mesma moeda. Ou seja, traem o parceiro por causa da infidelidade deles. 9% dos homens e 14% das mulheres admitiram ter tido relações com alguém para se ‘vingar’ do parceiro infiel.

Tédio sexual – Quem não é bem servido em casa acaba procurando em outro lugar. Pois é, segundo o estudo 71% dos homens contra 49% das mulheres infiéis afirmaram não estar muito felizes em seus relacionamentos e admitiram curar a monotonia sexual recorrendo ao sexo outra pessoa que não fosse a sua parceira.

Por Paula Perdiz (editado por Lívia Duarte)
PUBLICIDAD
DIVISA

Comentarios

Más popular

Arriba