Brasil

A portas fechadas, Dilma se reúne com Lula em hotel de São Paulo

Foi a primeira vez que o ex-presidente se encontrou com a petista desde que as operações Lava Jato e Zelotes colocaram na mira imóveis frequentados por Lula.
PUBLICIDADE:
ART GESSO
Lula e Dilma se encontram em São Paulo (Ricardo Stuckert/Instituto Lula/VEJA)
A presidente Dilma Rousseff se encontrou com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta sexta-feira, em São Paulo. A reunião, que não estava prevista na agenda presidencial, aconteceu a portas fechadas no Hotel Renaissance, na região da Avenida Paulista, centro de São Paulo. Dilma desembarcou no aeroporto de Congonhas por volta das 17h, ficou com Lula até às 20h30, e voltou ainda nesta sexta a Brasília. Barrados por seguranças, os jornalistas foram impedidos até de permanecer no saguão do hotel.
Esta é a primeira vez que os petistas se encontraram desde que as operações Lava Jato e Zelotes colocaram na mira das investigações imóveis frequentados por Lula, como o tríplex, em Guarujá (SP), e o sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP), além da tramitação de medidas provisórias que beneficiaram montadoras.
O ex-presidente participou mais cedo de uma reunião do Conselho do Instituto Lula no Hotel Grand Mercure, na Zona Sul de São Paulo. O encontro estava agendado desde o ano passado. A expectativa era que Lula falasse sobre as suspeitas que o rondam em relação ao sítio de Atibaia, que foi reformado por empreiteiras investigadas na Lava Jato.
De acordo com os conselheiros ouvidos pela imprensa, porém, o encontro não tratou sobre as investigações em curso. “O presidente, inclusive, disse que as questões relativas a ele, ele mesmo enfrenta”, disse o ministro da Cultura, Juca Ferreira. VEJA.
PUBLICIDADE:
pax

Comentarios

Más popular

Arriba